Archive | Sem categoria RSS feed for this section
3 jan

E no final é isso mesmo; a gente se esconde atrás de novas histórias, novos personagens, novas músicas pra esconder de nós mesmos que não, aquele sentimento ainda não morreu.

Surto

30 out

Não há tempo pra incertezas, meias decisões.

Não há tempo pra esse vazio tão cheio de precisão.

Tired of waiting.

Too close to far away

8 jul

Ele a segurou pelas mãos, olhou no fundo de seus olhos.
Ela estava vidrada, totalmente entorpecida por ele.
Ambos sabiam o que queriam, ambos se desejavam, mas por algum motivo, nada aconteceu.
Talvez porque ele fosse orgulhoso demais pra se render aos encantos dela novamente, ou por ela ser fraca demais para expor seus sentimentos a esse ponto.
O fato é que ambos se amavam, e isso bastava.



Voracidade vã

27 jun

Eu desaprendi a escrever.

Me sobram sentimentos, me faltam palavras, e as poucas que me restam, se confundem e se fundem entre si. Não sei explicar, e sinceramente, não sei mais se quero e nem se cabe a mim entender o por quê.

Às vezes eu chamo isso de bloqueio. Às vezes eu chamo de saudade. Me falta você aqui.

Mas ainda me resta teu abraço, tua mão segurando forte a minha, teu olho no meu, e algumas breves memórias do que contigo vivi. Eu acredito que isso é o que não me deixa ceder, que me fortalece, que me dá voracidade para viver – ou ao menos fingir que vivo –


Talvez…

30 abr

Me diga até quando você pretende permanecer em minha mente, habitar meu coração, dilacerar meus sentimentos, porque agora, mais do que nunca, minhas palavras tornam-se inefavelmente falhas para formular o mais singelo comando sobre mim.

Talvez porque você, você fosse capaz de me mostrar a melhor coisa a fazer, capaz de me mostrar o real sentido das coisas; ou talvez, o real sentido de tudo pra mim, tenha sido você o tempo todo.

Talvez eu tenha certeza, você foi muito mais do que um vício temporário.

Talvez, mas só talvez – você tenha me c a t i v a d o .


“Tu te tornas eternamente responsável por aquilo que cativas”

(Antoine de Saint-Exupéry)

Indiferença

1 mar

A culpada fui eu por não ter controle sob meus sentimentos, e por mais que eu tenha jurado pra mim mesma, que  sequer uma lágrima cairá por minha face, basta que você olhe nos meus olhos para ver que minha alma está em pranto por ti…

Daqui em diante, eu tenho por você a mesma consideração que você não teve por mim.

Simetria Perfeita

22 fev

Fim de setembro. Não havia ninguém na Rua 25 além de nós dois.

Em meio o breu da noite, nada além da luz das estrelas nos iluminavam, e acreditei que era somente por mim que elas tanto reluziam.

Nossas mãos subitamente se entrelaçaram, e mesmo sob o efeito hipnótico daqueles olhos verde-esmeralda, eu podia sentir a frequência das batidas de seu coração – lentas e ao mesmo tempo tão tensas – , passando por mim incessantemente…

estremeci, gelei, perdi todo o sentido e qualquer senso de direção.

Nossos lábios haviam se tocado pela primeira vez-.